Resumão NYFW

Tá chegando a primavera e já pode ficar feliz quem se diz enjoado das araras repetidas e outras crises de identidade afins. Aquela vontade de visitar lojas e saber o que tem de novidade... enquanto isso Nova York já apresenta o verão do hemisfério norte para março do próximo ano. Você pode até pensar: que diabos a semana de moda em Nova York me ajuda? A resposta é simples: olha bem o que fizeram por lá, porque tudo será de alguma forma trazido e traduzido com o nosso jeitinho.

Divertido mesmo é investir seu tempo nas marcas quais você mais te agradam (ou $onha), nessa edição por exemplo percebi o quão legal é a Marchesa e decidi conhecer mais das coleções passadas. Se vou usar transparências e franjas, aí são outros quinhentos. #hipster

Setembro em Nova York também quer dizer aniversário do atentado terrorista às Torres Gêmeas, lembrando que 10 anos atrás na trágica terça-feira do evento todos os desfiles foram cancelados. Dessa edição podemos guardar o retorno às passarelas da grife Helmut Lang; a primeira coleção do português Felipe Oliveira Baptista para a Lacoste e o desfile da Imitation of Christ, onde a herdeira-modelo-atriz-desconhecida Lydia Hearst resolveu se casar. Exuberâncias à parte, me resta a única dúvida: será que o padre vestiu Prada?

Elaborei esse mural rápido com algumas tendências que foram destaque, confira:

#cores

               Michael Kors, Jil Sander, Thakoon, Marc by Marc Jacobs, Donna Karan, Jill Stuart

                   Tommy Hilfiger, Lacoste, Marc Jacobs, Helmut Lang, Jill Stuart, Anna Sui

A cor desse verão é o laranja. Vibrante ou pastel, foi presente em quase todas coleções. Além dele, vários tons de azul, o amarelo canário (já quero) e o bom e velho branco representando a pomba da paz nessa temporada (HAHAHAHA não é sério).

#color blocking

                                                 3.1 Phillip Lim, Tommy Hilfiger, DVF

Febre nos anos 60, teve Yves Saint Laurent como precursor e vem bombando desde a última temporada de verão. Nas próximas semanas devemos saber como continuará a tendência em Milão e Paris, de onde ressurgiu no verão passado. 

#safari tribal

                                             Hervé Léger, Donna Karan, Michael Kors

Outra febre dos anos 60 iniciada por YSL, seguiu forte nos anos 80 por Kenzo e até hoje tem seu espaço no verão com as parcas, vestidos soltos e tons da savana africana.

#alfaiataria sport

             Rag & Bone, Alexander Wang, BCBG Max Azria, Lacoste, Helmut Lang e Marc Jacobs

O corte esportivo na alfaiataria e tecidos leves marcam o novo esporte chique, também dito como sport couture, que já foi tema do Reinaldo Lourenço aqui em São Paulo.

#aplicações

                   Marchesa, Michael Kors, Jen Kao, Anna Sui, Marc Jacobs e Custo Barcelona

Na onda dos tecidos hi-tech texturizados, e da moda setentista ainda é inspiração e compõe várias aplicações de franjas de tecido, paetê e até plástico!

#transparência

               Marchesa, Jason Wu, Ralph Lauren, Marc Jacobs, Carlos Miele e Prabal Gurung

Além de estar na barra dos vestidos e saias, apareceu nos ombros (vários assimétricos) e barriga. É uma tendência que por mim seguiria décadas, entretanto às vezes mostrando o que não deveria. #antigirls
(quem curte pode gostar de conhecer o trabalho do Ricardo Tisci na Givenchy, gênio)

#reluzentes


         Hervé Léger, Diesel Black Gold, Elie Tahari, Chado Ralph Rucci, Calvin Klein e Ralph Lauren

Couro metalizado, lamê ou lurex fazem bonito e te deixam "fechoso" e brilhante, como no último inverno da Prada e agora no verão. Só cuidado para não exagerar e parecer uma placa de energia solar!

#estamparia digital


Custo Barcelona, Cynthia Rowley, Jason Wu, Betsey Johnson, DVF e Altuzarra

É outro caminho que se desenvolvendo imensamente, até . Vale lembrar especialmente do Alexander McQueen e seu verão 2010, marco do digitalismo na estamparia.

#absurdo


Tem coisa mais divertida na moda do que um designer doidão? #hipster Jeremy Scott, mais conhecido pelo seu trabalho na Adidas, traz criações completamente absurdas e experimentais, que vão do chique ao pornô trash. 

Mais transgressor que isso só a Anna Wintour sentada junto da Nicki Minaj na primeira fila da Carolina Herrera. Como diz Katylene: IS THIS REAL LIFE?


 mulhé, esse vou curtir no feice


Até o próximo resumão,
Iago Pedra.

Um comentário:

  1. Que roupa é essa de Nicki Minaj, hein?! Dela espera-se tudo! ;**

    http://www.unhaouesmalte.com/

    ResponderExcluir